A acne é um problema multifatorial, que surge na puberdade mas também pode ocorrer na idade adulta. As causas da acne são diversas, estando atribuídas a predisposição genética, alterações hormonais (excesso de hormônios androgênicos, resistência a insulina, síndrome do ovário policístico), aumento da carga de estresse (aumento do hormônio cortisol) e erros nutricionais (consumo excessivo de alimentos pró-inflamatórios, consumo de alimentos alergênicos e deficiências nutricionais).

Do ponto de vista nutricional, vamos citar alguns fatores que estão relacionados com o aumento do desenvolvimento da acne:
– Desequilíbrio na razão Omega 3 X Omega 6:
Os ácidos graxos Omega 3 são capazes de modular a inflamação, controlando-a. Já os ácidos graxos Omega 6, abundantes na nossa alimentação, possuem o efeito contrário – são pró-inflamatórios. Nossa alimentação atual é pobre em Omega 3 e rica em Omega 6, caracterizando um perfil pro-inflamatorio, o que está relacionado ao surgimento e agravamento da acne. Neste sentido, a inclusão de alimentos fontes de Omega-3 (peixes de águas frias e profundas, linhaça, chia, óleo de abacate, azeite) ou mesmo a sua suplementação, podem auxiliar no tratamento da acne;

– Alimentação rica em gorduras saturadas e gorduras trans:
Estudos sugerem que ocorre um aumento da produção de sebo em dietas ricas em gorduras, estando isso associado ao tipo de gordura ingerida (gorduras saturadas e gorduras trans) e também a possíveis alergias alimentares. De fato, é evidente que a composição das gorduras que estão presentes na dieta podem sim influenciar no agravo da acne, favorecendo o processo de inflamação;

– Alteração da permeabilidade intestinal:
Nosso intestino é responsável por cerca de 80% do nosso sistema imunológico. Alterações na saúde da mucosa intestinal estão relacionadas com o aumento da absorção de macromoléculas tóxicas, fragmentos de bactérias, proteínas mal digeridas e antígenos, gerando uma hipersensibilidade imunológica. Este processo favorece o processo de inflamação. Alguns fatores como má digestão, ausência de fatores de proteção da mucosa intestinal, alteração da flora intestinal, irritantes químicos (ex. medicações, álcool) e estresse oxidativo, podem causar ou agravar a permeabilidade intestinal, piorando a acne;

– Dieta de alto índice glicêmico:
Uma dieta rica em carboidratos refinados e de rápida absorção esta associada com o agravamento da acne, já que é um importante contribuinte para hiperinsulinemia. O excesso de insulina esta relacionado ao aumento da produção de hormônios androgênicos nos ovários (ex. síndrome de ovário polissistico), IGF-1 e IGF-2 (fatores de crescimento insulina símiles), hormônios que estão relacionados ao agravamento da acne. Além desses fatores, o consumo de carboidratos refinados também contribui para o desenvolvimento de um estado pró-inflamatório crônico.

Sabemos que a alimentação exerce forte influencia sobre a modulação hormonal e da inflamação. Neste sentido, a alimentação deve ser considerada como parte fundamental para o tratamento da acne.

Nutricionista Esportiva
Ana Lara Rocha Pina
Agendamento: (34) 99142-8256
contato@analararocha.com.br
Site: www.analararocha.com.br